Filmes sobre a Segunda Guerra Mundial, Hitler, Mussoline, Dia Dora…

Filmes sobre Hitler e a segunda guerra mundial

Hitler como não gostaria de ser lembrado. Coloquei assim pra contrariá-lo.

Seguindo a ideologia do blog de dar apoio aos professores digitais, aqui está uma lista de filmes relevantes sobre a segunda guerra mundial e seus correlatos. Depois de ter escolhido o filme que você quer assistir, copie seu nome original e faça uma busca por ele no site de downloads ThePirateBay, então baixe a legenda pra ele. O site ThePirateBay usa a tecnologia torrent, isso significa que pra baixar alguma coisa dele você precisa do Bitcomet. E pra saber como inserir legenda num filme leia este post.

E quem quiser saber como baixar outras coisas bacanas gratuitamente leia este.

A ascensão do Mal – Hitler: The Rise of the Evil – O filme começa por fazer o retrato da mente jovem e em desenvolvimento de um louco embrionário, acompanhando-o nos seus anos de formação e em como evolui no homem que explorou a nação, que apelou por um líder que pudessem seguir. Motivado pela raiva e distorcido pelo ego, Hitler luta num mundo que acredita dever-lhe algo, seduzindo a Alemanha numa dança macabra de rendição e controlo.

A queda – Der Untergang – No meio de uma noite de novembro de 1942, um grupo de jovens mulheres é escoltado por oficiais das SS, através do bosque, até a Toca do Lobo, o QG de Hitler na Prússia Oriental. São candidatas ao cargo de secretária pessoal do Führer. Entre elas, está Traudl Junge, uma jovem de Munique, de 22 anos. Ela é escolhida para o trabalho, e a idéia de servir ao Führer pessoalmente a deixa radiante.

Em abril de 1945 os russos tomam Berlim deixando o exército alemão em pânico. No bunker instalado no subterrâneo da capital – uma caixa de cimento a prova de qualquer bomba – Hitler e seus principais assessores planejam ações militares para eliminar o inimigo, mesmo sabendo que a derrota está próxima. O Führer está assustado, Eva Braun, sua namorada e depois esposa mantém a moral em alta dançando e cantando com os oficiais. Goebbels e sua mulher trazem os seis filhos para o bunker na esperança de um milagre. O 3º Reich está com as horas contadas. “A Queda! As Últimas Horas de Hitler” é baseado nos relatos de Traudl Junge, além de livros, entre eles o de Joachim Fest, a maior autoridade mundial em nazismo.

Uma Mulher contra Hitler – Sophie Scholl – Die letzten Tager – Em 1943, Hitler marcha pela Europa em sua devastadora ofensiva. Em Munique, um grupo de jovens universitários apela para a resistência como forma de conter a máquina de guerra nazista. Assim, nasce o Rosa Branca. A única mulher que participa do grupo é Sophie Scholl (Julia Jentsch). Enquanto distribuíam panfletos Sophie e seu irmão, Hans (Fabian Hinrichs), são presos. Os dias que se seguem são de intensos interrogatórios conduzidos pelos oficiais da Gestapo, nos quais ela tenta proteger a qualquer custo os membros da organização.

Soldados de Hitler Waffen SS – Voices From Hitler’s Army – As Waffen-SS tem sua fundação derivada da chamada Schutzstaffel (SS) no ínicio do Partido Nazista como forma de proteção à Adolf Hitler em um período conturbado politicamente (as décadas de 20 e 30 do século XX). Hitler exigia que sua tropa de elite fosse composta por cidadãos com comprovada origem germânica, uma condição fisica e mental excepcional e que cumprisse as normas da ideologia nazista cegamente. Para isso colocou à frente da tropa especial Heinrich Himmler , que em alguns anos, mais exatamente em 1933, conseguiu aliciar nada menos do que 52.000 homens para o seu exército. Com a ascensão da organização, Himmler conseguiu anexar aos seus domínios o Ordnungspolizei (a polícia regular), e o Sicherheitspolizei (a polícia de segurança). O Sicherheitspolizei foi dividido mais adiante no Kriminalpolizei ou Kripo (a polícia Criminal) e o Geheime Staatspolizei ou Gestapo (a polícia secreta), todas suborndinadas ao escritório de Segurança Geral do Reich. Suas implicações eram a seguinte:* Tropas regulares (Verfügungstruppe, SS-VT) servindo como tropas de elite lutando ao lado da Wehrmacht (e muitas vezes liderando as operações da Segunda Guerra Mundial)
* Guarda pessoal de Hitler, Leibstandarte Adolf Hitler (LAH)
* Controlo de Guetos

A Hirtória de Adolf Hitler – The Adolf Hitler History – Uma das figuras mais odiadas da história, o austríaco Adolph Hitler, não só matou mais de seis milhões de judeus, com também devastou toda a Europa. Nasceu em Branau, 20 de abril de 1889, no seio de uma família problemática, pois foi filho bastardo de um pai judeu, que não o reconheceu. Quando jovem sonhou em ser um renomado pintor, mas foi reprovado no exame para Academia de Belas Artes de Viena. Passou fome e morou em albergues, na I Guerra Mundial foi simplesmente cabo, porém foi condecorado duas vezes com a Cruz de Ferro. Em 1920, ingressou no Partido dos Trabalhadores da Alemanha, o qual logo transformou numa organização paramilitar. Em 08 de novembro de 1923, por incitar o governo da Bavária contra a República de Weimar, foi condenado a cinco anos de cadeia, onde escreveu seu famoso livro “Minha Luta”, que se tornou uma bíblia para os nazistas. Ao sair da prisão recuperou o tempo perdido, com sua retórica hipnotizante e um grande carisma para ganhar terreno político. Daí, para tentar conquistar o mundo foi um pulo. Expulsou os judeus, confiscou seus bens, e se tornou o homem mais temido do mundo. Este documentário mostra com detalhes o crescimento e a queda de Hitler até o último instante. Forte documento da história da primeira metade do século XX. Impressionante!
Título Original: The Great Dictator
Título Traduzido: O Grande Ditador

À Deriva no Atlântico – La Derive de L’Atlantic – Direção: Michael Daëro- Produção: Áustria/França, 200- Duração: 88 min- idioma: alemão, inglês e hebraico (legendas em inglês e legendas eletrônicas em português). O Holocausto é o tema do documentário À Deriva no Atlântico, no qual o diretor Michel Daëron explora de forma lúdica e pessoal o drama vivido por esse povo. É contada a história dos judeus que, a fim de fugir da Alemanha nazista, se empilhavam em navios clandestinos. Alguns iam rumo à Palestina, a ‘Terra Prometida’. Outros despejavam seus tripulantes em países europeus longe do perigo nazista. Filmado na Palestina e também nas Ilhas Maldivas – arquipélago localizado no sudoeste da Índia -, o documentário utiliza histórias humanas, pessoais, para conduzir a narrativa: um órfão de pai à procura do passado, um diário escrito nos porões de um dos navios clandestinos, permeados por depoimentos de sobreviventes e imagens de época. (Fonte: cineclick.br).
Milhares de refugiados de origem judaica se espremem em abrigos de Viena e Bratislava, na esperança de embarcar nos poucos barcos disponíveis para salvá-los da fúria nazista. Entre eles, Ruth, garota de 17 anos, escreve em um diário sobre a jornada que vai empreender através da única via para escapar dos soldados de Hitler: o Atlântico. A travessia é dura: três meses em uma embarcação precária, junto a outros 2.000 fugitivos vitimados não apenas por doenças, fome e morte, mas também pela marinha inglesa que, em vez de ajudá-los, organiza sua deportação para as distantes Ilhas Maurício. Hannah, uma ex-refugiada, retorna tristemente à prisão onde já havia ficado detida por cinco anos de sua vida. Para seu jovem filho será duro compreender porque seu pai foi morto e hoje tem o nome gravado em um dos 124 túmulos de presos judeus, em um cemitério às margens do Oceano Índico. (Fonte: Uol.com.br)

Alguns Que Sobreviveram – Argentina, 2001, 56’, vídeo, documentário, cor, espanhol, com legendas em português. Direção de Luiz Puenzo. Em “Alguns que Sobreviveram”, o cineasta argentino Luiz Puenzo (Oscar por A História Oficial) contrapõe testemunhos de sobreviventes do Holocausto na Argentina e Uruguai, com cenas de arquivo e atuais. Os sobreviventes comparam suas vidas antes e depois da guerra, e falam da ida para a Argentina. Ao invés de limitar o filme ao universo europeu, Puenzo analisa as conexões entre o nazismo e a história Argentina, como o fascismo da ditadura de Juan Perón, a imigração de criminosos de guerra para o país e a ditadura militar de 1976 a 1983. Os ataques à embaixada de Israel e ao prédio da Asociación Mutual Israelita Argentina (Amia) são apresentados como uma forma recente de anti-semitismo. Segundo Puenzo: “Precisamos nos conscientizar de que o Holocausto pode acontecer de novo, em qualquer lugar”

Arquitetura da Destruição – Architektur des Untergangs, Alemanha/Suécia, 1989 – Direção, Roteiro e Montagem: Peter Cohen. Narração: Bruno Ganz. 119 min. PlayArte – Estudo do nacional-socialismo de Adolf Hitler sob o ponto de vista estético. De sua chegada ao poder à derrocada alemã na Segunda Guerra, passando pela tese da “solução final” para os judeus, o filme acompanha a ambição artística do Führer, que se considerava um “artista na política”. Como um arquiteto disposto a “embelezar” o mundo, ele planejava reconstituir a sociedade alemã através da arte. (Fonte-UOL.com.br)

A Batalha da Rússia – Battle of Russia, The (1943) Documentário que revela a natureza e o processo de luta entre a União Soviética e a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial. É um filme de propaganda soviético da série “Por que lutamos”, onde é mostrada a aresistência heróica dos russos às invasões tanto no passado como no presente caso, sua tenacidade em vencer as forças nazistas nessa sangrenta luta.

A Queda de Berlim – The Fall of Berlin – Um documentário obrigatório para quem se interessa pelos eventos que levaram ao final da Guerra na Europa. Enquanto os americanos criam uma cabeça de ponte no rio Elba, a Luftwaffe faz uma última tentativa desesperada. Destaque para o bombardeamento dos aliados aobre Berlim. Enquanto Hitler sonha ainda com a vitória, a juventude de hitlerista constrói barricadas em torno da cidade condenada. Mas tudo está perdido, tanto quanto o Terceiro Reich. O exército russo lança um ataque devastador ao longo do rio Oder, a somente 40 milhas de Berlim. A rendição alemão torna-se inevitável, e a cidade infeliz é dividida entre os vencedores.

A Batalha de Berlim – Battlefield – Documentário da série “Campo de Batalha”, em duas partes de 60 min cada, sobre a batalha entre russos e alemães na 2a. Guerra Mundial. Narrado em português.

A Batalha de Kursk – Documentário sobre a batalha dos russos contra os alemães na Polônia durante a 2a. Guerra. 110 min. Narrado em português.

A Batalha de Midway – 1943: The Battle of Midway (1987) – descrição da batalha de julho de 1942, talvez a maior de todas, quando a esquadra americana enfrenta os navios japoneses do Almirante Yamamoto.

A Batalha de San Pietro – San Pietro – Documentário de 1944, dirigido pelo mestre John Huston sobre uma das mais sangrentas batalhas da 2a. Guerra Mundial. Cenas filmadas ao vivo.

A Batalha do Bulge – Battle of the Bulge: World War II’s Deadliest Battle, The (1994) (V) Documentário sobre a batalha ocorrida em 1944, sob condições climáticas terríveis, num dos piores invernos do século na Europa.

O Bunker de Hitler – 2001 -Documentário exibido pelo canal Discovery. Conta o esforço de uma equipe interdisciplinar para recriar virtualmente o famoso bunker onde Hitler viveu os últimos tempos e se suicidou, no final da Segunda Guerra Mundial. O filme foi realizado graças a relatos de um sobrevivente do bunker, de mapas antigos de Berlim, de equipamentos de última geração e à participação de um berlinense, designer gráfico que, por precioso acaso do destino, encontrava-se, em 1988, no local onde o bunker fora soterrado. Preso em um congestionamento, ele soube que estavam realizando obras de demolição nas proximidades. Aproximando-se, revelaram-lhe que estavam detonando o famoso bunker. Apaixonado por História, rapidamente muniu-se de papel e lápis e realizou preciosos desenhos das condições, à época. O resultado do documentário é um passeio virtual dos espectadores pelo sinistro bunker.

A Cor da Guerra – Documentário – The History Channel – “Cobertura de Guerra”. O especial mostra as experiências de pessoas que tiveram que enfrentar os campos da Segunda Guerra Mundial para levar todos os acontecimentos ao mundo. Fotógrafos, correspondentes, repórteres e muitos outros profissionais que arriscaram suas vidas para retratar a terrível realidade deste capítulo da história. O canal mostra relatos e imagens de arquivo e os depoimentos daqueles que presenciaram de perto a sangrenta batalha.

A Dona de Auschwitz – documentário sobre a herdeira real do terreno onde foi construído o abominável campo de concentração. O terreno, entre outros, pertencia à família de judeus, cuja filha, uma criança na época da guerra, retornou no final século XX, para retomar seus imóveis, com exceção do local das instalações do campo. Comovente documentário sobre seus sentimentos diante da tragédia de sua família e da humanidade.

Eu fui secretária de Hitler – Toten Winkel Hitlers Sekretarin – documentário a partir de entrevistas com a ex-secretária de Hitler – Direção: Othmar Schmiderer & André Heller – Produção: Áustria, 2001 – Duração: 95 min – Idioma: alemão (legendas em português) – Traudl Junge foi a secretária particular de Hitler desde o outono de 1942 até a derrocada do regime nazista, em 1945. Ela o acompanhava em todos os lugares, seja em seu trem exclusivo, seja no bunker do Führer. Foi ali que Hitler ditou para ela seu testamento. Agora, Traudl Junge, 81 anos, fala pela primeira vez na história diante de uma câmera. Na primavera de 2001, o diretor André Heller finalmente conseguiu convencê-la da importância de registrar suas memórias para a posteridade. Ela mostra uma memória excepcional, mas também revela suas dúvidas e reflexões pessoais. No total, foram gravadas 10 horas de material, do qual foram editados 90 minutos para o documentário, sem o uso de imagens de arquivo. Junge se revela uma adversária ferrenha do nacional-socialismo, mas também uma mulher idosa perplexa com a incapacidade de uma jovem ingênua ao não identificar a gravidade da situação, com a qual colaborava. (Fonte Folhaonline)

Eu me lembro – Pamietam, Polônia, 2001, 58’, vídeo, documentário, cor, polonês, com legendas em português. Direção de Andrzej Wajda. O premiado cineasta polonês Andrzej Wajda (Cinzas e Diamantes, O Homem de Mármore, O Homem de Ferro, Danton e Processo da Revolução, Sem Anestesia), vencedor de um Oscar honorário, escolheu não usar imagens de arquivo. Em vez disso, intercalou relatos de quatro sobreviventes com trechos da “Marcha pela Vida”. O filme apresenta depoimentos tanto de judeus que sobreviveram graças à ajuda dos vizinhos poloneses, quanto daqueles que foram traídos por seus compatriotas.

Hiroshima – os 10 segundos fatais – Documentário japonês – Produzido pela NHK International, o filme dirigido por Hiroshi Sawada e Eiji Murata concentra-se nos 10 primeiros segundos após a detonação da bomba e aborda, entre outros aspectos, o momento da explosão, o ponto de impacto e a radiação.O documentário foi realizado a partir das pesquisas executadas por cientistas japoneses e norte-americanos cujos estudos abrangeram diversas áreas da física, química e biologia, relacionadas ao literal megaevento. Além desses aspectos, a película contém depoimentos de testemunhas e historiadores, fotos e simulações da devastação. O filme foi cedido pela Fundação Japão.
No Japão, um dos filmes mais populares sobre a Segunda Guerra Mundial é “Guerra e Humanidade” (Nigen No Joken), rodado entre 1959 e 1961, sob a direção de Masaki Kobayashi. Na história, o camponês Kaji (Tetsuya Nakadai), assim como muitos japoneses, vive a utopia do Império do Sol, simbolizado pelo Manchukuo, um Estado fantoche criado pelos japoneses na península da Manchúria, tomada da China. A epopéia de Kaji atravessa a conquista, o domínio e a derrota.
O filme reflete um conceito japonês dos anos 50: que as chamadas “experiências pessoais da guerra” funcionariam como um ímã da memória a fim de prevenir o ressurgimento de uma catástrofe de grandes proporções. “Guerra e Humanidade” é um dos filmes mais longos da história do cinema, com 9 horas de duração, e foi muitas vezes exibido integralmente durante a madrugada no Japão. (Fonte:JOÃO BONTURI especial para a Folha Online)

Hitler (documentário) – Kingsley Martin

Hotel Terminus: The Life and Times Of Klaus Barbie – Ano 1988 – Origem EUA/França – Cor – Título Original Hotel Terminus – The Life and Times Of Klaus Barbie – Gênero Documentário – Diretor Marcel Ophuls – Sinopse – Documentário retrata a vida de Klaus Barbie, famoso criminoso de guerra nazista, até os dias em que foi capturado e extraditado para Israel, onde foi realizado seu julgamento. Oscar de melhor documentário em 1988.

O Japão e a II Grande Guerra – (The Japanese Empire, 83, JAP): Os preparativos dos japoneses para o ataque a Pearl Harbor em 1941 e a reação dos EUA até o lançamento das bombas atômicas em agosto de 1945 e o julgamento dos criminosos de guerra do Japão.

O Julgamento de Nuremberg – Nuremberg Trials – 1947 – Documentário sobre o julgamento dos maiores criminosos de guerra nazistas. Realizado pela União Soviética, esse documentário é no mínimo curioso, cheio de imprecações contra os carrascos julgados, além de narrar a morte de Hitler ao estilo de filmes de terror, sugerindo que ele estrangulou Eva Braun com os olhos dilatados de maldade.

The Last Days Last Days – 1998 – de James Molls, é o primeiro documentário da Steven Spielberg’s Shoa Foundation. Vencedor do Oscar de melhor documentário em 1998, relata as vidas de cinco judeus húngaros antes e depois da Segunda Guerra Mundial. A fundação criada por Spielberg pretende registrar as memórias dos sobreviventes do Holocausto para a posteridade.

O Legado de Pearl Harbor – Equipe de resgate tenta provar que os americanos afundaram um mini-submarino japonês nas costas de Pearl Harbor antes do ataque e tenta encontrar os restos do submarino afundado, entrevistando também sobreviventes do ataque em 1941 e intercalando cenas reais da época. 110m. Narrado em português e legendado.

Libertação – (Liberation 1945, EUA, 1994) Direção: Arnold Schwartzman. Narração: Ben Kingsley, Miriam Margolyes, Patrick Stewart, Whoopi Goldberg. Em p&b. 99 min. Alpha Cult. – World Movies. Cenas de arquivo, gravações de rádio e textos de mais de vinte livros, narrados por atores de prestígio, reconstituem alguns dos eventos mais importantes da Segunda Guerra, de 3 de setembro de 1939, quando a Grã-Bretanha declarou guerra à Alemanha, até 8 de maio de 1945, dia da Libertação. O filme acompanha em detalhes a campanha de invasão da Europa pelos aliados, que teve início em 1942.

Lisboa, porto de esperança – Lissabon: Hafen der Hoffnung – 1994 – realizado por Pavel Schnabel, é um documentário sobre a hospitalidade de Lisboa, durante a Segunda Guerra Mundial, com a neutralidade de Portugal, quando muitos refugiados se abrigavam na cidade.

Los Niños de Rusia – Direção: Jaime Camin – Produção: Espanha, 200 – Duração: 93 mi – Idioma: espanhol e russo (legendas eletrônicas em português) – Durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), milhares de crianças espanholas foram expatriadas para os mais diversos países, fugindo dos horrores patrocinados pelo conflito. Dentre elas, cerca de 3 mil foram enviadas para a ex-União Soviética em 1937. Este documentário está centrado no relato destas pessoas, deportadas quando tinham entre 8 e 14 anos de idade, atualmente com seus 70 e poucos anos. O que inicialmente seria um exílio temporário se transformou em uma interminável estadia, da qual muitos deles só retornaram 20 anos depois. O filme mostra suas surpresas, alegrias, provações e decepções. A vitória do general Franco, a invasão da União Soviética pelos alemães em 1941, os sofrimentos da Segunda Guerra, os maus-tratos do regime stalinista, a educação soviética recebida pelos garotos e sua repatriação, na maioria dos casos, difícil, em outros, impossível.

Marlene Dietrich: Sua Própria Canção – Marlene Dietrich – her own sing O documentário, narrado pela atriz Jamie Lee Curtis, entre outras coisas revela parte de seus famosos affairs e investiga sua participação na Segunda Guerra Mundial. Na época, a atriz foi procurada por generais de Hitler, como o ministro da propaganda Joseph Goebbels, a voltar à Alemanha e atuar em filmes pró-nazismo.

Minha Luta (1984) – Erwin Leiser. Um documentário imperdível, produzido com filmagens alemãs, descobertas nos arquivos secretos da guarda de elite nazista e escondidas pelo próprio Goebbel por serem muito fortes. “Minha Luta” criou um impacto internacional e foi aclamado como um dos mais incríveis documentos históricos. Criou turbilhões onde quer que tenha sido mostrado e arrancou entusiasmados aplausos e críticas. O filme vai fundo na ascensão e queda do terceiro Reich e do gênio do mal que o criou. Durante toda a obra, nos deparamos com a pergunta que vem atormentando as mentes e corações de todo o mundo: Como podem ter deixado isso acontecer?

A Morte de Hitler – O relatório final

NEIN! Zeugen des Widerstandes in München 1933-1945. Mut ohne Befehl – Widerstand und Verfolgung in Stuttgart 1933-1945 – 1995 – A renomada documentarista alemã Katrim Seybold registra as memórias de pessoas que arriscaram suas vidas e pagaram um preço alto por resistir ao regime nazista em Munique.

Nos Braços de Estranhos -Into the Arms of Strangers: Stories of the Kindertransport (2000) – Este é um filme sobre crianças judias enviadas para a Inglaterra onde viveram com outras famílias para fugir do holocausto.

Olhos do Holocausto – Holocaust Szemei, A Hungria, 2000, 57’, vídeo = documentário em cores com legendas em português. Direção de Janos Szasz (Woyseck, 1994) editou Olhos do Holocausto intercalando recordações de sobreviventes com imagens de arquivo que ilustram os depoimentos. O foco é a infância nos tempos do nazismo. Como ponto de partida para dividir o documentário por assunto, Szasz filmou uma menina lendo verbetes de uma enciclopédia chamada “Eyes of the Holocaust”. Depois da definição de termos como anti-semitismo, gueto, deportação e crematório, cada entrevistado dá o seu depoimento pessoal sobre o significado da palavra.

Prelúdio de uma Guerra – Prelude to War (1943) – documentário de Frank Capra, datado de 1942. Frank Capra, cineasta americano, que trabalhou basicamente como diretor de longas metragens em sua vasta carreira, trabalhou no período da guerra como documentarista, para o Ministério da Guerra Americano. Em Prelúdio de uma Guerra, Capra realiza uma interessante visão americana da guerra. O provável público desta película deveria ser composto por pessoas comuns, americanos (ou que tinham influência da cultura americana, o Brasil por exemplo) que estavam em casa durante a Segunda Guerra Mundial, e que provavelmente tinham alguma pessoa próxima lutando na guerra. O filme basicamente apresenta o por quê dos Estados Unidos entrarem na Guerra.

Relíquias humanas – documentário que enfoca as manias, esquisitices e desvios de conduta dos grandes líderes: Hitler, Tito, Mao e Stalin.

Schindler – Schindler: The Documentary – (1982)John Blair – documentário sobre esse interessante personagem que ajudou centenas de judeus a se livrar dos temíveis finais nos campos de concentração nazistas, durante a Segunda Guerra Mundial.
Senta a Pua! – Senta a pua – No dia 6 de outubro de 1944, os integrantes do 1º Grupo de Aviação de Caça do Brasil desembarcaram no porto de Livorno, na Itália, para participar da 2ª Guerra Mundial, integrando o 350º Fighter Squadron. Faziam parte do grupo 466 pessoas: 49 pilotos e 417 homens de apoio. A saga do 1º Grupo é contada por seus próprios pilotos, veteranos do mais importante conflito bélico deste século, cujas ações foram de fundamental relevância para a garantia da vitória aliada na Europa.

Sob a névoa da guerra – The Fog of War: Eleven Lessons from the Life of Robert S. McNamara – (2003) – Estúdio: Sony Pictures Classics – Elenco: Robert McNamara – Equipe Técnica: Errol Morris (Diretor, Produtor); Julie Bilson Ahlberg, Michael Williams (Produtores); Philip Glass (Compositor) Sinopse: Retrato do todo poderoso ex-secretário de defesa dos EUA, Robert S. McNamara, que ocupou o cargo entre 1961 e 1968. Personagem ambíguo, McNamara fala sobre suas decisões de maneira fria e distanciada, lembrando os episódios históricos dos quais tomou parte, como os bombardeios sobre 67 cidades japonesas no fim da Segunda Guerra Mundial, a crise dos mísseis de Cuba, em 1962, e a Guerra do Vietnã. Organizado em 11 capítulos, o filme combina imagens de arquivo, reconstituições, fotografias, gravações originais e uma trilha sonora composta por Philip Glass. O título é um trocadilho com a expressão ‘dog of war’ (cão de guerra).(Fonte: cinema em cena.br)

Sobreviventes do holocausto – Survivors of the Holocaust (1996) – Steven Spielberg é o produtor executivo desde documentário, dirigido por Allan Holzman.

Sunshine – O Despertar de um século- Ivan Sonnenschein narra a saga de três gerações de sua família judia-húngara, de 1828 até os dias de hoje, misturando ficção com cenas de documentários históricos. O tataravô produzia um tônico revigorante cuja receita é um segredo de família. Seu filho mais velho, Ignatz, apaixona-se pela própria irmã adotiva e provovca sérias discussões em família. Na ânsia de subir na carreira de advogado, ele troca o sobrenome. Fiel defensor do império austro-húngaro, acaba tendo problemas com o irmão Gustave, um revolucionário comunista. Adam, filho de Ignatz, não liga para política. Ainda muito jovem, descobre seu talento para a esgrima e torna-se um atleta olímpico. Torna-se amante da esposa de seu irmão. Com a proximidade da II Guerra, os irmãos se convertem ao catolicismo. Adam ganha medalha de ouro nas Olimpíadas, mas quando a Alemanha invade a Hungria, nem mesmo sua reputação olímpica consegue evitar que ele e sua amante escapem dos horrores do Holocausto. Filho de Adam, Ivan, decepcionado com as promessas políticas dos comunistas de um mundo melhor, decide se arriscar e enfrenta o passado, tendo a coragem de descobrir algumas verdades sobre si mesmo.(Fonte:Viajando com Mário Kertesz)

Suvendrini Kakuch i-TOKIO – Um documentário sobre as jovens estudantes japonesas que foram obrigadas a trabalhar como enfermeiras do exército imperial no final da Segunda Guerra Mundial. Este é um novo e perturbador filme que recorda os horrores dos conflitos bélicos. A unidade, encarregada de dar assistência médica de urgência às tropas em Okinawa era composta por 223 jovens, das quais 197 morreram na guerra.

Triângulos Roxos: as vítimas esquecidas do nazismo – Purple Triangles – documentário sobre a saga da perseguição nazista às Testemunhas de Jeová, os “estudantes da Bíblia”. dirigido por Martin Smith.

O Triunfo da Vontade – Triumph des Willens (1934) – ALE, Leni Riefenstahl – documentário célebre, um dos baluartes da propaganda nazista.

A Última Fortaleza – (The Last Bastion, 84, AUS): Mistura de documentário e ficção, numa tentativa australiana de mostrar o que se passou nos bastidores da II Guerra.

Os Últimos Dias de Hitler (1975) – Yuri Ozerov

Os Últimos Dias de Mussolini – Mussolini: Ultimo atto

O Mundo em Guerra – The World at War – a melhor série – documentário da Segunda Guerra Mundial – A idéia desta série nasceu no princípio de 1971 e, quando começou a ser posta em prática, os produtores da Thames Television, uma estação privada com sede em Londres, jamais poderiam imaginar que estavam a criar a mais reverenciada série documental sobre a II Guerra Mundial. Nos dois anos seguintes, uma equipe multidisciplinar visualizou 914 quilômetros de filmes em arquivos espalhados por 18 países e recolheu 314 quilômetros de novo material.Em Outubro de 1973 é apresentado finalmente o primeiro capítulo da série (No interior da Alemanha) e a prova do seu sucesso mediu-se de imediato pelo interesse que suscitou em todo o mundo, com estações de 100 países a encomendarem a obra para transmissão. Não é difícil explicar as razões que levaram “The World at War” a ganhar prémios internacionais (entre os quais um Emmy) e a tornar-se uma obra de referência na história do documentário.Porque, sendo uma obra dedicada ao mais mortífero conflito da história mundial, não se circunscreve aos relatos dos atores principais: são entrevistados personagens como Albert Speer ou a dona de casa que resistiu à fome e ao frio nos mil dias de cerco de Leningrado. Sem descurar a estratégia militar dos beligerantes nem as façanhas dos generais, a série preocupa-se em citar os relatos dos soldados da frente. Esta forma de encarar a guerra nas duas diferentes dimensões e experiências torna “O Mundo em Guerra” um documento imprescindível para se compreender as causas e as consequências de um conflito que provocou mais de 50 milhões de mortes entre Setembro de 1939 e Agosto de 1945. A versão que o periódico PÚBLICO vai distribui em Portugal contempla 11 DVD com um total de 26 horas de documentário, cabendo a narração ao consagrado Laurence Olivier. Cada episódio é iniciado com o “making of” respectivo, com explicações do produtor Jeremy Isaacs. Para além dos episódios, a coleção proporciona 12 horas de extras que incluem biografias dos principais líderes, mapas, uma galeria de fotos do Museu Imperial de Guerra de Londres e vários gráficos. Uma obra prima, indispensável para se compreender um dos acontecimentos mais marcantes da História da humanidade.

Fonte: http://www.orizamartins.com/Filmesguerra-docum.html

Fonte: http://pordosol.tripod.com/Filmesguerra-docum.html

26 ideias sobre “Filmes sobre a Segunda Guerra Mundial, Hitler, Mussoline, Dia Dora…

  1. DiegoLopes Autor do post

    Opa, todos estes vídeos estão disponíveis gratuitamente, leia o cabeçalho q vc saberá como baixá-los! abço!

  2. fernando

    Lixo,só vi lixo!
    Voces devem ser judeos com certeza, pra escrever tanta babozeira.
    Pra falar que hitler era a “figura mais odiada da história”,como o maior homem pode ser o mais odiado!
    Bahhh!!!!

  3. Cidmundo

    Gostaria de saber quem poderia me fornecer os filmes de Andrzej Wajda que fala sobre Guerra, gostaria de TRILOGIA DA GUERRA, formada por Geração, kanal e Cinzas e Diamantes, quem souber onde baixar por favor me avise.
    Obrigado.

  4. cathy

    É fernando, talvez Hitler não seja mesmo o homem mais odiado da história… quem sabe vc queira tomar este posto dele… mas sugiro primeiro que aprenda a escrever corretamente a língua portuguesa, porque “vocês” tem acento, judeus é com u e não com o no final e Hitler é nome próprio, portanto, maiúsculo …Mas, já que vc cometeu esse erro grosseiro com o maior homem como vc mesmo diz (só não disse o maior em que, acho que vc fugiu mesmo da escola, talvez tenha ido ler o livro autobiográfico Minha Luta, a bíblia dos homens de pinto pequeno e de cerébro idem!), não vai se importar por ter iniciado este texto usando sem nome com letra minúscula…
    Mas, sei o motivo pelo qual vc fez isso: Hitler é tão minúsculo quanto vc…
    E com todo respeito aos gaúchos e sulistas, se vc utilizou a expressão “Bahh” deve se achar um descendente de Hitler, um nórdico (espero que saiba o que isso quer dizer), alto, loiro, de olhos verdes ou azuis…
    Fico pensando na imbecilidade do homem mais odiado da história e sabe qual conclusão final a que chego? a vc e aos maiores lixos da história, esses que chamamos de seguidores, alienados, militantes de merda…

  5. Charles

    Olá, procuro um filme de comédia ambientado na segunda guerra e que apenas lembro de poucas cenas. Em uma delas as botas dos soldados são todas trocadas em frente as portas dos alojamentos e em outra um trem passa por cima do veiculo de hitler a estrela salta em seu peito e ele exclama: “minha mercedinha !”.
    Se alguém souber o nome deste filme, fico muito grato em ser informado.

  6. Domicio Nascimento

    Oi Diego, estou procurando o DVD: Gestapo: policia secreta de Hitler. Alguma dica?

  7. Juliana

    Olá, gostaria de postar a minhas condolências aos indivíduos que são obrigados a conviver com o Excelentíssimo Senhor Fernando. E lembrá-lo:
    “…O crime de racismo, conforme a Constituição, é inafiançável e imprescritível e a pena para quem incita a discriminação ou o preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional através da Internet é de dois a cinco anos de prisão.”
    E o fato da sua expressão, conhecidamente gaúcha,envergonha nosso amado Estado.
    Com toda certeza, concordo com a amiga “Cathy”, você é um analfabeto, absolutamente alienado e desculturalizado, é a única justificativa que encontro para imbecis como você honrar uma criatura desprovida de sentimentos como Adolf Hitler.
    Assista à filmes como A lista de Schindler, O Holocausto,…
    Procure as fotos dos objetos particulares de Hitler: descobriram que boa parte dos quadros e abajures eram feitos de pele humana…
    Enfim, ao adentrar no curso de Direito,descobri o real peso da suástica… e o quanto seguidores desta abominável criatura tornam-se piores que ele, pois, vivemos em uma época em que as informações estão ao nosso alcance, na qual não precisamos matar para viver…

  8. Claudema

    Gostaria de dar os parabens para a resposta da Cathy ao miseravel, imprestavel, idiota, inergumero, nojento, porco, racista de mente assassina, imbecil, burro, analfabeto, resto de gente, um merda, sem cerebro, sem cultura do FERNANDO (se lembrarem de mais atributos merecidos a esse merda, por favor não deixem de postar)

    Parabens CATHY, foi uma resposta a altura e muito inteligente.

  9. Charles

    Olá, procuro um filme de comédia ambientado na segunda guerra e que apenas lembro de poucas cenas. Em uma delas as botas dos soldados são todas trocadas em frente as portas dos alojamentos e em outra um trem passa por cima do veiculo de hitler a estrela salta em seu peito e ele exclama: “minha mercedinha !”.
    Se alguém souber o nome deste filme, fico muito grato em ser informado.

  10. Schumacher

    “Quem deseja viver, prepara-se para o combate, e quem não estiver disposto a isso, neste mundo de lutas eternas, não merece a vida” Adolf Hitler

    “Não sei com que armas a III Guerra Mundial será lutada. Mas a IV Guerra Mundial será lutada com paus e pedras.” Albert Einstein

    Pessoas que criticam a insanidade de Hitler, nem se quer sabem o que dizem, estão conturbados com tantas informações e ideologias opostas, este insano foi responsável por mais de seis milhões de mortes, mas quem somos nós para julgar acontecimentos daqueles tempos de guerra? era a ideologia deles! É como regras que eu ou você ditamos dentro de nossas próprias casas, onde o poder do mais forte conquista o mais fraco, se os Judeus se calaram diante dos acontecimentos e até mesmo a propria igreja não ousou se manifestar __ Porquê não? Eles se calaram e se deixaram ser conquistados foi por que foram fracos! Irresponsáveis! Ficaram parados esperando que alguém ou país os protegessem, se esconderam e deram suas vidas para páginas de jornais e milhares de páginas de internet em nossos tempos. Pergunto a vocês onde estava a dignidade em morrer sem lutar, sei milhões foram mortos, deveriam ter levados pelo menos 3 milhões de alemães, são FRACOS E COVARDES!!!

    Schumacher – Goiânia-GO

  11. Jonathan

    Schumacher ,se encherga cara vc queria que os judeus lutacem com os alemães com as mãos sendo que a alemanha era potência na época vc é muito otario!
    E pra seu governo Albert Einstein era alemão,mas era um alemão judeu e se for postar elogios sobre hitler não coloque o nome de Einstein na frase Einstein era um grande pensador e meu idolo!
    E antes de vc perguntar já lhe respondo não sou judeu,mas não tenho nada contra judeus agora fica bem quietinho que você ganha mais!

  12. carlos

    Oi Cathy.
    Gostei de sua resposta ao fernando,eu estou no sul,infelismente existem pragas em todos os lugares,o fernando é um covarde que que mereçe um idolo a sua altura.
    O schumacher é outro que mereçe o mesmo idolo.
    Senta a púa Jonathan.
    Carlos.

  13. RICARDO

    Donos da verdade! (também não o serei!)

    A todos, que leram os comentários postados, quero também relatar fatos que estão no nosso dia a dia que a muitos, passa despercebido; Hitler foi um dos maiores lideres de massa, de um povo levado à ruína monetária e ao colapso industrial em uma época de grandes oportunidades.
    Tudo isso, claro por razões que assolam a todos, mesmo os que repudiam a “política”.
    Não vos atenham, a números de mortos, pois mortos foram de todos os lados crenças e raças e é isso o que mais caracteriza enfim, uma guerra!
    Hitler deu ao povo alemão o que muitos povos na atualidade carecem esperança, motivação, trabalho, comida, saúde, educação e patriotismo.
    A tecnologia atual no campo da medicina e da indústria, esses grandes pilares da nossa sociedade;
    Somos sem dúvidas herdeiros de uma geração que pagou com sofrimento, *sangue suor e lagrimas.
    Não defendo seus atos de totalitarismo, devaneios e obsessões compulsivas que afloraram demasiadamente com o agravamento de sua doença nos últimos meses que antecederam sua morte, não sou fã nem o idolatro, mas cito o seu nome ligando-o a um estadista que deu certo em princípios políticos ideológicos dentro “e somente neste caso” do seu povo.
    Para finalizar quero lembrar que atrocidades maiores, em todos os sentidos são praticadas hoje por políticos de paises que se dizem desenvolvidos fizeram e continuam fazendo, verdadeiras limpezas étnicas e sociais não se enganem ao verem o caos que assombra a humanidade, pois esse caos é e continuará sempre uma desordem “controlada”…sim controlada, pelo menos enquanto continuar rendendo muitos lucros.
    Pasmem! Pois os milhões de mortos da segunda guerra, essas maioria atribuída ao Her Hitler, somam apenas 1% das atuais em um, (1) um único dia!
    E como eu citei acima, atribuído a lideres que não são assim tão cobrados pois não dão a cara a tapa!
    Eu vou, vocês vão, todos vamos! A diferença esta em, como?

  14. vania

    Entrei no site”THE PIRATE BAY”para fazer downloads dos seguintes filmes:
    -À deriva no atlantico
    -Lisboa,porto da esperança
    -A dona de auschwitz
    Não encontrei nenhum dos três.Gostaria de saber se você sabe onde posso fazer o downloads ou onde posso compra-los.Desde já obrigada,
    Vania

  15. Silvia

    Procurei 3 filmes pelos nomes originais e não encontrei nada no Pirate Bay.Tem ideia de onde posso achar os filmes:

    Der Untergang (Downfall – 2004)
    Commando mengele (Angel of Death)
    La Derive de L’Atlantic
    Obrigada

  16. Cultura Livre Autor do post

    É filmes sem ser americanos e ingleses é meio difícil de achar no piratebay mesmo. Procure por sites especializados em filmes de seus respectivos países. Abço!

  17. M.T.

    bm…
    na vrdade …
    nao entendi nada !!!
    oq eu tava prourando msmo … eh um site para eu poder baixar o filme: as ultams horas de Hitler para o meu pc !!!
    e aki nao tm issu… e eu nao consigo achar nenhum site !!!!
    kkk

  18. Jadson Fraga Araujo

    Gostaria de saber , como ter disponíveis os filmes da segunda guerra mundial, especialmente osmais antigos.

  19. Pingback: Toda a matéria do ensino médio e fundamental em vídeo aulas grátis | A internet como modificador social

  20. veridiana

    Nunca avia me intereçado em trabalhos sobre historia ate ter que fazer um bem complexo sobre a segunda guerra mundial, assunto que acabou me faxinando, foi maravilhoso ter feito esse tipo de trabalho, e muito gratificante ler sobre a historia de outros países amei, espero que mais professores fação esse tipo de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>